Uruguay – 18 a 22/jan/2017

#localguides – Com um ótimo grupo de amigos da SBAV – Sociedade Brasileira dos Amigos do Vinho, fomos guiados pelo Cristian Safie (Senderos del Tannat – Turismo), para conhecer excelentes bodegas. A uva tannat, tem representado toda a expressão da qualidade dos vinhos uruguaios, mas, há outras variedades que estão sendo muito bem trabalhadas.

Vamos apresentar um pouco daquilo que vimos e, claro, degustamos. A cidade de Montevidéo, surpreendeu. Muito ao contrário do que eu, particulamente, esperava, é muito bem cuidada. A principal região produtora dos vinhos uruguaios, está em Canelones, especificamente em Las Piedras e arredores.

ARTESANA – uma bodega, essencialmente, feminina, aos cuidados da Ana.20170119_110120

 

Tannat e zinfandel, são as principais apostas. Ótimos vinhos, degustados com uma excelente refeição e imprescindíveis companhias.

MARICHAL. Ótimos vinhos, produzidos e cuidados com muito carinho20170120_111238

BODEGAS PIZZORNO – vejam só: já visitamos inúmeras bodegas em vários países, como Brasil, Argentina, Chile, Portugal e Espanha. Em nenhuma delas, nunca, nos fizeram uma demonstração como essa, feita pelo Francisco, jovem da família Pizzorno, encarregado pela parte comercial. O uso desse aparelhinho (refratômetro), que mede o teor de açúcar da uva. Os vinhos dessa bodega, são premiadíssimos, excelentes mesmo. Em São Paulo, são distribuídos pela Gran Cru, com exclusividade.

20170121_115526